Luz é o sonho efêmero da Escuridão


23 de jan de 2010

A Cidadela


“Havia séculos eles viviam na escuridão, que maldiziam:

-‘Estamos fartos dessas trevas, isso não é vida!’; entretanto, não se atreviam a imaginar uma vida fora de seu esconderijo, até que surgiu entre eles um mestre que lhes disse:

- ‘Amaldiçoar a escuridão é inútil! Deixemos essa sombria fortaleza e busquemos a luz fora dessas muralhas.’ E então eles destravaram os velhos portões fortificados e acorreram para fora, depois de tamanha clausura.

E sob os raios mortíferos de um Sol tornado selvagem pela atmosfera venenosa, juntaram seus cadáveres ao resto do mundo devastado - sua cidadela um mudo testemunho de sua passagem pela Existência.”

0 observador(es):